Deus em mim.
 
Algumas pessoas acreditam em Deus puramente por ter esperanças que Ele as ajudem de alguma forma, outro são incrédulos por achar absurda a existência de um senhor dos futuros e dos juízos, o medo governa esses dois povos, e há também aqueles a desprezar o assunto por achar besteira fazer parte dessa discussão, esses assumem posturas egoístas e vazias de significados, por fim todos estão certos, Deus é um monte de coisas, na verdade Ele é todo reflexo adormecido no fundo do lago, à espera de um dia seu dono vir admirá-lo.
Dos olhos de meu reflexo - que nadou sorrindo até à superfície do céu para me encontrar - vi o prazer dele em ser visitado ao dizer:

"- Não se esqueça de Mim."

domingo, 20 de setembro de 2009 - 10:29
 


Da Tempestade às Conchas.
 
Haverá uma onda terrível de medos e impotências, o mundo se congelará na dor de seu frenesi imediatista, por fim esse será o Grande Começo, e as águas dessas épocas vão retornar com seu sal para o coração profundo da distância, na praia restarão as conchas mais bonitas, as estrelas mais talentosas e os tesouros que jamais souberam se esconder na covardia da passividade.

 


O passado passando.
 
De repente num começo de noite as pessoas na ponte passavam por mim como se eu as conhecesse, todas elas eram indivíduos que vivenciei ao longo da sorte, à medida de meus passos os rostos ficavam mais jovens, porém todos conhecidos, pessoas bem mais velhas que eu estavam ali em peles inocentes, com a face excitada nas esperanças dos ontens, encontrei meus parentes doces e amargos, tudo era terrivelmente familiar, uma vontade de chorar despertou o meu mar retido, segurei cada lágrima temendo espantar o sonho daquele trajeto, por fim fui vendo meus próximos, eram os amigos mais amados. Senti os recomeços como uma novidade, sem saber explicar todos ali estavam, e vi também o tamanho de nossas semelhanças, as idades, os desejos, os pecados, os medos, as horas vivas em peles novas, até o mais velho amigo era uma criança no meu horizonte, e os ombros desciam a cada passo, vi a inocência arrebatadora de minha mãe, e tudo que havia ainda no caminho daquela menina, vi e me derramei por dentro, nenhuma ponte conseguirá chegar ao fim do mar afogado em meu peito, as almas vão para algum lugar no céu e todas passam por dentro de mim.

 


Metade do Agora
 
Mesmo que tudo demore ainda será muito pouco, não há tempo suficiente para as coisas que vieram ou viriam, tudo está sem lugar nessa falta de tempo, pelas beiradas do eterno sinto a queda dos muitos eventos de uma única vida, eu daria facilmente todos os meus dias por mais um depois do outro, me dá medo ficar velho, me dá medo sentir que estou na beirada de mim, eu estou prestes a cair e sentir que nada veio comigo, tudo se torna misteriosamente triste e valioso como uma tarde de domingo, o último sol antes do recomeço.

 


A Peste
 
Uma terrível peste nasceu no coração da China, e rapidamente o governo local trancou todas as pessoas em suas casas ao lançar a quarentena, os amores então passaram a ser vividos na doença, e cada um tinha que visitar os próprios pensamentos para enfim dar as mãos aos seus amados, e assim por muitos dias o romance foi vivido em seu ideal, nunca de outra maneira foi mais perfeito, dentro daqueles casebres mal iluminados haviam pessoas-estrelas, acesas na vontade de acordar juntos para sempre, e foram muitos os que morreram de paixão, a tal peste nem chegou a matar tanto assim, e nem o governo conseguiu prender os rebeldes. Eu ouvi falar que o mundo todo foi infectado por aquelas histórias de amor, e jamais saiu dessa quarentena.

 


... 1
 
e vi o quanto a ponte era grande, se perdia nas nuvens do mar, mais parecia um navio grandíssimo atracado na minha vontade de te encontrar.


            Lopes Castro Gustavo


 
  • Fotos&Desenhos:
    -Lopes Castro Fotos
    -Corra Gu! Corra!
    -Photofilia

  • Outros blogs:
    -Entre Lá e Aqui
    -Bem Aventurado
    -Os Jardineiros
    -Espírito Motor
    -Habeas Corpus

  • Blogs que leio:
    >Cecília Braga - BA
    >Dan Ploc - SP
    >E-Brabo - PR
    >Ei João! - SP
    >Helder Caldeira - RJ
    >João Diel - SP
    >Marco Aurélio - SP
    >Música&BlaBlaBla - RJ
    >Rita Apoena - RS
    >Roberta De Felippe - SP
  • Marca-passo
  • Alvorada do Ontem
  • Preparado pra deixar
  • Águas de Voz
  • Janelas para Dentro
  • O Sacrifício de Cada Dia
  • Boas Vindas
  • Prece de Deus ao Homem
  • Sobre o Encontro
  • Dos dias de ir.
  • 02.2008
  • 03.2008
  • 04.2008
  • 05.2008
  • 06.2008
  • 08.2008
  • 09.2009
  • 04.2010
  • 07.2010
  • 10.2010
  • 11.2010
  • 12.2010
  • 04.2011
  • 01.2012
  • 05.2012
  • 06.2012
  • 07.2012
  • 08.2012
  • 09.2012
  • 10.2012
  • 11.2012
  • 12.2012
  • 01.2013
  • 02.2013
  • 03.2013
  • 04.2013
  • 05.2013
  • 08.2013
  • 09.2013
  • 11.2013
  • 12.2013
  • 01.2014
  • 02.2014
  • 03.2014
  • 07.2014
  • Último post
  • rodapedoblog01p (162K)